Leia a carta que Bruno Fernandes enviou para rescindir com o Sporting

Leia a carta que Bruno Fernandes enviou para rescindir com o Sporting

O médio português responsabiliza o presidente do Sporting para abandonar o clube. A postura de Bruno de Carvalho após as agressões a Alcochete e antes do final da Taça chocaram o jogador.

Bruno Fernandes, a par de William Carvalho, Rui Patrício, Bas Dost, Daniel Podence e Gelson Martins, vão rescindir com o Sporting. O médio que chegou a Alvalade no início desta temporada, vindo da Itália, aponta que o comportamento de Bruno de Carvalho para com o plantel de futebol são motivos para abandonar o clube.

Na carta de rescisão apresentada, o jogador enumera situações semelhantes às que se podem ler na carta de Rui Patrício, a primeira a ser revelada, que por sua vez era parecida à de Daniel Podence. Bruno Fernandes anexa na carta as mesmas mensagens de whatsapp recebidas por Rui Patrício e enviadas por Bruno de Carvalho a todo o plantel.

LEIA MAIS: O que Rui Patrício justifica para rescindir com o Sporting? Leia a carta 

Rui Patrício pressionado por Bruno. «Temi pela minha vida»

No entanto, Bruno Fernandes destaca no texto que as palavras de Bruno de Carvalho (nomeadamente quando disse que a situação foi “chata”) após a invasão à Academia de Alcochete, a 15 de maio, foram-lhe “absolutamente chocantes”. O jogador sentiu que o presidente do Sporting estava a “gozar” com o que tinha acontecido.

Outras declarações que surpreenderam Bruno Fernandes foi antes da final da Taça de Portugal contra o Desportivo das Aves. Bruno de Carvalho, diz o jogador, “em lugar de procurar acarinhar e dar ânimo aos seus jogadores, resolveu falar de si, vitimizar-se e acabar a culpar os jogadores pelo que tinha acontecido na Academia”, leia-se na carta.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho quer alterar estatutos do clube para reforçar poderes como presidente

Adeptos gritam por demissão após conferência de imprensa em Alvalade. Polícia no local


RELACIONADOS

Leia a carta que Bruno Fernandes enviou para rescindir com o Sporting

O médio português responsabiliza o presidente do Sporting para abandonar o clube. A postura de Bruno de Carvalho após as agressões a Alcochete e antes do final da Taça chocaram o jogador.