Sporting: Alvalade nega saída de Jorge Jesus

Sporting: Alvalade nega saída de Jorge Jesus

A direção do Sporting reagiu aos rumores de que o treinador dos leões, Jorge Jesus estaria a caminho da Arábia Saudita

Num comunicado divulgado este domingo, dia 3 de junho, a direção do Sporting negou a saída do treinador dos verdes e brancos, Jorge Jesus.

«É totalmente falso que, alguma vez, Jorge Jesus tenha sido despedido, que lhe tenha sido oferecida a renovação de contrato ou que o treinador tenha feito qualquer tipo de chantagem com uma possível rescisão por justa causa. São mais mentiras para ir alimentando esta campanha de calúnias, difamações e chantagens, a que nenhuma instituição pode ceder», pode ler-se na nota de comunicação.

A direção dos leões também apelou à calma dos jogadores que rescindiram contrato, recordando que Rui Patrício e Daniel Pondence podem voltar a trás na sua decisão pelo abrigo da Lei portuguesa. Um momento de tranquilidade e ponderação é igualmente pedido aos atletas que possam estar a pensar em também rescindir contrato.

LEIA MAIS: Sporting: Jorge Jesus a caminho da Arábia Saudita?

«Apelamos novamente aos jogadores que apresentaram as rescisões para refletirem bem no conteúdo das mesmas, nas implicações desportivas e financeiras, e nas denúncias caluniosas que estas encerram, e para que voltem atrás nos dias que a Lei lhes permite. E voltamos a apelar a todo o plantel para que tenha muita serenidade, para não se deixar manipular e para que tenham umas boas férias, limpem a cabeça de uma época que nos frustrou a todos e ficarem prontos para mostrarem, na próxima época, que com Atitude e Compromisso continuamos todos com o objectivo de levar o Sporting CP a ser Campeão».

O comunicado termina a recordar que este ano foi o «melhor» em termos de conquistas de títulos nacionais e europeus do clube e que a direção repudia avançar com qualquer providência cautelar para suspender Bruno de Carvalho das funções de presidente.

«Queremos esclarecer que estando o Clube em normal actividade (…) não consideramos credível que um tribunal considere não ser dos superiores interesses do Clube a continuação de uma Direcção que tem no currículo os melhores resultados desportivos e financeiros de sempre»

VEJA AINDA: Sporting: Adeptos marcam manifestação em Alvalade


RELACIONADOS