Unai Emery orgulhoso por seguir pisadas de Arsène Wenger no Arsenal

Unai Emery orgulhoso por seguir pisadas de Arsène Wenger no Arsenal

O novo treinador de futebol do Arsenal, o espanhol Unai Emery, disse hoje que aceitou a proposta do clube londrino por “querer evoluir” e manifestou-se orgulhoso por seguir as pisadas de Arsène Wenger.

Londres, 23 mai (Lusa) — O novo treinador de futebol do Arsenal, o espanhol Unai Emery, disse hoje que aceitou a proposta do clube londrino por “querer evoluir” e manifestou-se orgulhoso por seguir as pisadas de Arsène Wenger.


O Arsenal anunciou hoje que Emery, ex-treinador de Valência, Sevilha, Paris Saint-Germain e Spartak Moscovo, é o novo técnico dos ‘gunners’, em substituição de Wenger, que orientou a equipa nos últimos 22 anos.


“É um enorme desafio, mais um na minha carreira. Evoluí na minha carreira enfrentando desafios e por isso escolhi o Arsenal. Pela minha história pessoal, quero continuar a lutar por títulos e enfrentar as melhores equipas da Europa”, disse o treinador basco durante a sua apresentação diante da imprensa no estádio Emirates.


Emery considerou que as suas experiências anteriores o fazem sentir “mais forte” para o futuro e confessou-se “muito empolgado” por estar no Arsenal e por ter oportunidade “de competir e de jogar contra grandes treinadores e grandes equipas”, considerando que a ‘Premier League’ é “uma competição de topo mundial”.


Na hora de assumir o comando técnico do Arsenal, deixou um elogio ao seu antecessor: “Obrigado a Wenger pelo seu legado. Aprendi muito com ele. É uma referência para todos os treinadores do mundo.”


Unai Emery, de 46 anos, chega ao Arsenal depois de duas épocas no Paris Saint-Germain, ao serviço do qual conquistou uma liga francesa, duas taças de França, duas taças da Liga e duas supertaças.



JEC // VR

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Unai Emery orgulhoso por seguir pisadas de Arsène Wenger no Arsenal

O novo treinador de futebol do Arsenal, o espanhol Unai Emery, disse hoje que aceitou a proposta do clube londrino por “querer evoluir” e manifestou-se orgulhoso por seguir as pisadas de Arsène Wenger.