O Mundo será renovável… ou não existirá!

Agência Portuguesa de Ambiente aprovou a prospecção de petróleo ao largo da costa vicentina num gesto totalmente insensato e ilógico.

A Agência Portuguesa de Ambiente aprovou a prospecção de petróleo ao largo da costa vicentina num gesto totalmente insensato e ilógico.

É que 80% das reservas mundiais de combustíveis fósseis já conhecidas têm de ser deixadas no subsolo! Caso contrário, a catástrofe climática não será evitada, com a multiplicação de fenómenos climáticos extremos (secas, incêndios florestais, tempestades, inundações) e consequente perda da capacidade de produção de alimentos para uma população mundial que não pára de crescer.

«Portugal tem boas notícias para dar. Produz já 80 a 100% da sua electricidade a partir de fontes de cariz renovável»

Na realidade, o mundo será renovável ou, simplesmente, não existirá! Não se trata de uma escolha! Ou tomamos a iniciativa de fazer a transição para eficiência e utilização de recursos energéticos renováveis ou, inevitavelmente, todo o sistema económico e civilizacional colapsará antes do meio do século. O resultado dos estudos científicos assim o demonstram.

Acresce que o cumprimento das metas do protocolo de Paris obriga Portugal a limitar fortemente o uso de combustíveis fósseis, pelo que não faz qualquer sentido arriscar a poluição de zonas da costa portuguesa cruciais para o turismo, fonte de rendimento que tem provado contribuir de forma consistente e robusta para a economia portuguesa.

Em vários países do mundo, instituições importantes começam a recomendar o desinvestimento em activos financeiros de empresas petrolíferas, pois brevemente os combustíveis fósseis perderão muito do seu valor.

Constituirão um peso morto que não pode ser utilizado, pois a combustão de todas as reservas conhecidas provocaria a subida do nível do mar em pelo menos 50 metros.

«O petróleo [a] ameaça arrastar-nos para uma catástrofe climática que se aproxima em câmara lenta»

A insistir na queima de combustíveis fósseis, muitas das cidades costeiras mundiais, onde habita cerca de metade da população global, deixarão de ser viáveis. Mais uma vez, o mundo será renovável, ou não existirá!

Felizmente, Portugal também tem boas notícias para dar. Produz já oitenta a cem por cento da sua electricidade a partir de fontes renováveis e nisso é pioneiro, juntamente com os países mais avançados neste sector.

O petróleo pertence já ao velho mundo, que resiste a morrer. E, ao resistir, ameaça-nos, a todos. Ameaça arrastar-nos para uma catástrofe climática que se aproxima em câmara lenta…

João Yun

João Yun [professor e investigador, Universidade de Lisboa]

 


ÚLTIMOS ARTIGOS

O Mundo será renovável… ou não existirá!

Agência Portuguesa de Ambiente aprovou a prospecção de petróleo ao largo da costa vicentina num gesto totalmente insensato e ilógico.