Nuno Farinha convocado para o Mundial 2018: «As lágrimas de Rui Patrício»

Nuno Farinha convocado para o Mundial 2018: «As lágrimas de Rui Patrício»

As lágrimas de Rui Patrício no relvado do Jamor não podem ter sido causadas apenas pela derrota surpreendente do Sporting na final da Taça de Portugal.

Um dos jogadores de quem a Seleção Nacional mais irá precisar no Mundial da Rússia atravessa, por estes dias, a fase mais delicada da carreira. As lágrimas de Rui Patrício no relvado do Jamor não podem ter sido causadas apenas pela derrota surpreendente do Sporting na final da Taça de Portugal, frente ao Desportivo das Aves.

Estava muito mais naquele choro compulsivo e comovente do que o desaire que tinha acabado de consumar-se. Ponto prévio: Rui Patrício está hoje, sem qualquer favor, no grupo dos 10 melhores guarda-redes do Mundo. Foi eleito o melhor da Europa, aliás, após o Euro’2016 do nosso contentamento, em França.

É um guarda-redes de excelência que chega agora, aos 30 anos, a um ponto de perfeita maturidade. É nesta idade que os guarda-redes atingem o topo. E Patrício está mais do que preparado para assumir desafios de outra dimensão e exigência.

Aos 30 anos, e para além da conquista do Euro’2016, os troféus de Rui Patrício limitam-se a 3 Taças de Portugal, 3 Supertaças e 1 Taça de Liga. É muito pouco para um monstro das balizas

Quer isto dizer isto que Rui Patrício vai sair do Sporting? Ninguém sabe, por agora, se é também ele um dos profissionais que estarão a preparar-se para rescindir contrato alegando justa causa em função dos acontecimentos mais recentes. É possível, mas é preciso esperar para ver.

Aquelas lágrimas de Rui Patrício tinham um bocadinho de tudo: de revolta, de dor, de tristeza, de angústia, mas também já poderia estar ali – quem sabe – um pouco de saudade.

O guarda-redes dos leões é um dos maiores símbolos da história do clube de Alvalade, cujo valor já justificava, indiscutivelmente, muitos mais títulos.

Aos 30 anos, e para além da conquista do Euro’2016, os troféus de Patrício limitam-se a 3 Taças de Portugal, 3 Supertaças e 1 Taça de Liga. É muito pouco para um monstro das balizas como Patrício indiscutivelmente é.

Naquele choro que comoveu Portugal pareceu estar, em suma, um misto de distintas emoções. Mas também, se calhar, o anúncio de que a página vai virar. Aguardemos, pois.

Ânimo, Rui. Que vamos precisar muito de ti!

Nuno_Farinha

Nuno Farinha, jornalista
#convocado para o #Mundial2018

LEIA MAIS: «O Mundial e a Bola de Ouro»

LEIA MAIS: «A crise que a Seleção dispensava»

LEIA MAIS: «Faltam campeões»


ÚLTIMOS ARTIGOS

Nuno Farinha convocado para o Mundial 2018: «As lágrimas de Rui Patrício»

As lágrimas de Rui Patrício no relvado do Jamor não podem ter sido causadas apenas pela derrota surpreendente do Sporting na final da Taça de Portugal.