Cristiano Ronaldo Mundial

Nuno Farinha convocado para o Mundial 2018: «10 milhões de selecionadores… e muita fé»

A febre do futebol é isto. Temos 10 milhões de selecionadores e cada um acha-se melhor do que o outro e, no mínimo, tão entendido quanto Fernando Santos.

A vitória de Portugal no Europeu de França, em 2016, fez soltar uma onda de euforia cujos efeitos ainda se fazem sentir. Bastará estarmos atentos, nas próximas semanas, aos sucessivos ‘vox populi’ feitos por jovens repórteres dos canais de informação.

«Quem é que vai ganhar o Mundial?» Em cada 10 entrevistados, 8 ou 9 vão dizer «Portugal». E também vão ‘garantir’, com toda a certeza, que «Cristiano Ronaldo será o melhor marcador do Mundial» e, se ainda houver tempo (costuma haver…), também dirão que «foi uma pena o selecionador não ter convocado o Éder».

A febre do futebol é isto mesmo. Temos 10 milhões de selecionadores e cada um acha-se melhor do que o outro e, no mínimo, tão entendido quanto Fernando Santos.

Se ganhámos o Euro, por que razão não haveremos de ganhar o Mundial?

Se ganhámos o Euro, por que razão não haveremos de ganhar o Mundial? Então temos o CR7 e não somos campeões do Mundo? Era o que faltava!

Infelizmente, como sabemos, as coisas não são assim. O histórico de Portugal em fases finais do Mundial é, aliás, demasiado modesto. Não devemos, em momento algum, posicionarmo-nos no grupo de favoritos. Essa ‘fanfarronice’ só iria (irá) atrapalhar.

Os grandes candidatos são os óbvios. Por esta ordem: Brasil, Alemanha e Espanha. Depois, numa segunda linha, talvez França, Inglaterra e Argentina.

Na melhor das hipóteses, a nossa seleção pode ser vista como outsider, ao mesmo nível de Bélgica ou Uruguai. Nos principais sites de apostas, por exemplo, quem investir ainda hoje 1 euro na vitória de Portugal recebe 23 euros caso seja Cristiano Ronaldo a levantar o troféu, na final de Moscovo, no dia 15 de julho.

Ou seja: quem acreditar que vamos sair da Rússia como campeões do Mundo e puder dispôr hoje de 1.000 euros para apostar na nossa vitória, estará a candidatar-se a ganhar 23.000 euros daqui por um mês e meio.

É tudo uma questão de fé. Mas mesmo muita.

Nuno_Farinha

Nuno Farinha, jornalista
#convocado para o #Mundial2018

LEIA MAIS: «Cristiano Ronaldo e o Benfica»

LEIA MAIS: «Carlos Queiroz sem limites»

LEIA MAIS: «O Smart de Bernardo Silva»


ÚLTIMOS ARTIGOS

Nuno Farinha convocado para o Mundial 2018: «10 milhões de selecionadores… e muita fé»

A febre do futebol é isto. Temos 10 milhões de selecionadores e cada um acha-se melhor do que o outro e, no mínimo, tão entendido quanto Fernando Santos.