Mundial2018: Fernando Santos diz que resultados contam sempre na seleção nacional

Nuno Farinha convocado para o Mundial2018: «Quem quer saber da Seleção?»

Na contagem decrescente para o Mundial2018, «A falta de apetite pela Seleção é tão gritante que até a demissão de Zidane do Real Madrid teve mais impacto».

Ainda não chegou o momento para as televisões e os jornais colocarem a Seleção Nacional e o Mundial2018 no topo da atualidade.

O dia-a-dia dos principais clubes tem sempre maior relevância editorial. No fundo, qualquer trivialidade de Benfica e Sporting (sobretudo destes) gera maior apelo de compra do que os assuntos mais ou menos rotineiros que costumam acontecer no estágio da Seleção. Mesmo

Tudo bem. Não devia ser assim, mas a realidade é esta. E nem o facto de estarmos a apenas 15 dias do início do Mundial leva os responsáveis editoriais a alterar o que, na verdade, está definido por antecipação.

Se este já é o quadro habitual, e por isso não nos devemos espantar muito, a verdade é que, agora, está a ser ainda pior. A Seleção Nacional, que se concentrou há mais de uma semana, continua a não existir nos jornais nem a ter espaço de relevo nos noticiários televisivos, menos de um mês do Mundial2018. É fácil identificar os motivos que vão ‘apagando’ os campeões da Europa do espaço mediático.

A prolongada crise do Sporting tomou conta dos jornais e das televisões. Não sobra quase nada para mais ninguém. Mesmo que não haja qualquer novidade substancial, há sempre resquícios da invasão a Alcochete, do ‘Cash Ball’ ou da guerra patética entre Bruno de Carvalho e Jaime Marta Soares.

Na contagem decrescente para o Mundial2018, «A falta de apetite pela Seleção é gritante»

Para dificultar ainda mais a missão a quem gere a (boa) Comunicação da Federação Portuguesa de Futebol, e tem a tarefa de zelar pelos interesses do campeão da Europa na Comunicação Social (os patrocinadores também agradecem), surgiu nas últimas horas uma nova polémica a afetar a reputação de um grande clube.O Benfica, neste caso.

Se já estava difícil arranjar um espaço digno para a Seleção nas primeiras páginas, agora ficou ainda mais complicado. E nem falemos dos inúmeros debates televisivos que entram pela noite dentro. Estes têm ignorado olimpicamente os trabalhos da equipa de Fernando Santos. É como se o Mundial2018 só começasse daqui a 5 meses…

A falta de apetite pela Seleção é de tal forma gritante que até a demissão de Zidane do comando técnico do Real Madrid teve mais impacto nos sites da especialidade do que aquilo que se vai passando na Cidade do Futebol.

Vão ser mais duas semanas nisto. Depois, quando a bola começar a rolar no Mundial2018 na Rússia, então sim, o país acordará para a realidade.

Penduramos a bandeira à janela, cantamos o hino na sala de jantar e vestimos a camisola que ficou do Euro2016. Até lá, tenhamos paciência.

Nuno Farinha, jornalista
#convocado para o #Mundial2018

LEIA MAIS: «1 euro e 55 cêntimos por segundo»

LEIA MAIS: «Tratar da vidinha»

LEIA MAIS: «André Silva melhor do que CR7»


ÚLTIMOS ARTIGOS

Nuno Farinha convocado para o Mundial2018: «Quem quer saber da Seleção?»

Na contagem decrescente para o Mundial2018, «A falta de apetite pela Seleção é tão gritante que até a demissão de Zidane do Real Madrid teve mais impacto».