A opinião de Joe Best

Coisas que m’ encanitam (não é muito, porque a paixão está lá…)

O booklet é um lindo booklet. Boa conceção, bom offset, papel de lustro, com relevo, boa fotografia. Mas…

O booklet é um lindo booklet. Boa conceção, bom offset, papel de lustro, com relevo, boa fotografia.

Mas… Foi neste “mas” que a porca torceu o rabo. A região é o Alto Minho. Quando chego à parte da cultura gastronómica vejo, primeiro, uma garrafa de vinho D. Maria na mesa.

A opinião de Joe BestUm vinho muito bom, que nunca acabe, que nunca nos falte na mesa, mas que é… alentejano! E perguntei a um dos 15 gajos porreiros que vivem no meu sótão a que muita gente chama cérebro se “não havia um Vinhão”. “Não havia um vinho verde marcante, com uma região tão rica e distinta, na produção de vinhos verdes?”

E depois a mostra de pratos. Bacalhau, arroz do mar… encantado da vida. É o porto de Viana, o Oceano, o fiel amigo, compro tudo. Menos “aquilo”. Que me parece ser uma dourada de viveiro, calibre 400/500, porque enche o prato.

A opinião de Joe BestCom um bocadinho de sorte, não é da Grécia, das que vivem em gaiolas, que ao grelhar cheiram à ração que lhes dão, a fritos. Mas em mau. Repito: o booklet é lindo e emociona-me. Como sou cozinheiro, emulsiona-me. Mas… não havia rojões?

Vejam lá isso.

Precisam de um consultor gastro/emocional?

Team DaCozinha, Joe Best

ÚLTIMOS ARTIGOS

Coisas que m’ encanitam (não é muito, porque a paixão está lá…)

O booklet é um lindo booklet. Boa conceção, bom offset, papel de lustro, com relevo, boa fotografia. Mas…