Concentrações de pólenes muito elevadas no Continente nos próximos sete dias

Concentrações de pólenes muito elevadas no Continente nos próximos sete dias

Portugal Continental vai registar nos próximos sete dias concentrações muito elevadas de pólenes no ar, segundo o Boletim Polínico divulgado pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica.

Lisboa, 14 jun (Lusa) – Portugal Continental vai registar nos próximos sete dias concentrações muito elevadas de pólenes no ar, segundo o Boletim Polínico hoje divulgado pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).


No arquipélago da Madeira, as concentrações de pólenes serão baixas, enquanto nos Açores serão moderadas, adianta a previsão da SPAIC para a semana de 15 a 21 de junho.


Nas regiões de Trás-os-Montes e da Beira Litoral predominam os pólenes das ervas gramíneas e parietária e da árvore oliveira, segundo o Boletim Polínico que visa informar a população sobre as concentrações polínicas no ar para permitir a quem sofre de alergias agir preventivamente.


Também na região de Entre Douro e Minho, os pólenes estarão em níveis muito elevados, predominando os pólenes das ervas gramíneas, parietária e tanchagem e da oliveira.


No sul, na região de Lisboa e Setúbal, o alerta da SPAIC vai principalmente para os pólenes das ervas gramíneas e parietária e nas regiões do Alentejo e do Algarve para os pólen das ervas gramíneas.


Segundo o Boletim Polínico, na Madeira, onde os pólenes se encontram em níveis baixos, destacam-se os das ervas gramíneas e parietária, e nos Açores, onde são esperados níveis moderados, predominam os pólenes das árvores pinheiro e palmeira e das ervas gramíneas, parietária e tanchagem.



HN // JMR

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Concentrações de pólenes muito elevadas no Continente nos próximos sete dias

Portugal Continental vai registar nos próximos sete dias concentrações muito elevadas de pólenes no ar, segundo o Boletim Polínico divulgado pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica.