Moçambique coloca três portagens em via estrutural no centro do país

Moçambique coloca três portagens em via estrutural no centro do país

O Estado moçambicano vai cobrar portagens em três troços da renovada estrada nacional 6, via estrutural que atravessa o país da cidade da Beira, na costa do Índico, à fronteira com o Zimbabué, anunciaram as autoridades.

Maputo, 06 jun (Lusa) – O Estado moçambicano vai cobrar portagens em três troços da renovada estrada nacional 6, via estrutural que atravessa o país da cidade da Beira, na costa do Índico, à fronteira com o Zimbabué, anunciaram as autoridades.


O Fundo de Estradas tem “luz verde” para cobrar valores ainda por definir em três praças de portagem, refere fonte do Conselho de Ministros citada hoje pelo jornal Notícias.


A estrada nacional 6 tem cerca de 300 quilómetros de extensão e, além de servir o interior de Moçambique, é também uma das principais vias de ligação de países sem acesso ao mar (Zimbabué, Zâmbia, Malaui, Botsuana e zonas da República Democrática do Congo) ao porto da Beira que faz a ligação ao oceano Índico.


A estrada está a ser beneficiada desde 2015 por um empreiteiro chinês e é uma via por onde passam, sobretudo, combustíveis, carvão, madeira e excedentes de produção agrícola.


As obras estão na reta final, estimando-se que sejam concluídas este ano.



LFO // FPA

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Moçambique coloca três portagens em via estrutural no centro do país

O Estado moçambicano vai cobrar portagens em três troços da renovada estrada nacional 6, via estrutural que atravessa o país da cidade da Beira, na costa do Índico, à fronteira com o Zimbabué, anunciaram as autoridades.