Jovem é violada por taxista e deixada na estrada no Guincho

Jovem é violada por taxista e deixada na estrada no Guincho

A vítima, uma turista de 30 anos, foi abusada sexualmente por um taxista de Lisboa

Um homem, taxista em Lisboa, está a ser procurado pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas de ter violado uma mulher que transportou da capital até Cascais, na madrugada do passado domingo, dia 3 de junho.

A vítima revelou que o taxista aparentava ter 50 anos e que, depois de a abusar sexualmente, roubo-lhe os bens que tinha. A mulher moçambicana estava em Portugal como turista, avança o Correio da Manhã.

 A queixosa estava hospedada no Estoril e no passado sábado foi ter com uns amigos a Lisboa para beber um copo no Cais do Sodré. De madrugada, a vítima decidiu voltar para a linha de Cascais por volta das 4h00. Testemunhas confirmaram que viram a mulher entrar num táxi à hora referida.

De acordo com a vítima, o taxista levou-a para a estrada do Guincho, em Cascais, e violou-a num caminho secundário. De seguida, o agressor terá lhe roubado os bens, incluindo o telemóvel. O motorista deixou a turista no local e fugiu no veículo.

Desorientada e em pânico a vítima terá conseguido pedir ajuda a uns transeuntes que chamaram, de imediato, a polícia. A mulher foi encaminhada para uma unidade hospitalar, onde fez os exames que comprovam que foi abusada sexualmente.

 


RELACIONADOS