Alerta para subida do nível das águas em Macau

Alerta para subida do nível das águas em Macau

O governo de Macau anunciou hoje que vai alterar os avisos de subida do nível das águas dos atuais três para cinco graus, uma medida que entra em vigor a partir de terça-feira.

O governo de Macau anunciou hoje que vai alterar os avisos de ‘storm surge’ [subida do nível das águas] dos atuais três para cinco graus, uma medida que entra em vigor a partir de terça-feira.

De acordo com as informações publicadas hoje no Boletim Oficial, as autoridades decidiram aumentar os níveis de alerta emitidos pela direção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos a “fim de assegurar a proteção da vida e bens da população, bem como de alertar o público para o nível de ameaça e o risco de ser afetado por um ‘storm surge'”.

“O ‘storm surge’ é o aumento anormal do nível da água quando uma tempestade tropical se aproxima das áreas costeiras e que pode ocasionar inundações em zonas baixas. Coincidindo com a maré astronómica, o nível da água pode elevar-se repentinamente e causar grandes inundações numa vasta zona”, explicou o governo, na nota publicada.

As autoridades decidiram alterar os valores do terceiro grau e acrescentar mais dois. O terceiro grau passa a ser emitido quando se prevê que “o nível de água acima do pavimento atinja valores entre um metro e um metro meio”.

O quarto grau, quando as previsões apontarem para a possibilidade dos níveis de água entre 1,5 metros e 2,5 metros.

Já o quinto e último grau, o grau preto, quando “o nível de água acima do pavimento atinja valores superiores a 2,5 metros”.

O grau mais elevado ainda em vigor, correspondia a todos os valores acima de um metro.

Os graus do aviso são emitidos para que a população possa adotar, atempadamente, as medidas de prevenção adequadas.

Depois da emissão do terceiro, quarto ou quinto grau, as autoridades do território aconselham a população a não estacionar os carros em parques de estacionamento, a não utilizarem elevadores – uma vez que o fornecimento de eletricidade pode sofrer cortes devido às inundações – e a manterem-se em lugares afastados das zonas baixas da cidade.

No ano passado ocorreram oito tempestades tropicais e, durante a passagem do tufão Hato, o pior nos últimos 53 anos, as rajadas máximas de vento atingiram os 217,4 quilómetros por hora.

O Hato, que atingiu Macau em 23 de agosto, causou dez mortos, mais de 240 feridos e prejuízos avaliados em 1,3 mil milhões de euros.

 


RELACIONADOS

Alerta para subida do nível das águas em Macau

O governo de Macau anunciou hoje que vai alterar os avisos de subida do nível das águas dos atuais três para cinco graus, uma medida que entra em vigor a partir de terça-feira.