Disney despede diretor artístico acusado de assédio sexual

Disney despede diretor artístico acusado de assédio sexual

A Disney anunciou este sábado a demissão do diretor artístico, John Lasseter, responsável por sucessos como “Toy Story” e “Nemo”, na sequência de um escândalo de “assédio sexual e conduta imprópria no ambiente de trabalho”.

A gigante do entretenimento revelou, em comunicado, que Lasseter, 61 anos, fará uma transição como consultor até 31 de dezembro, deixando depois o grupo, que tem nos estúdios da Pixar um dos seus principais ativos.

“John teve uma carreira distinta na Pixar e na Disney Animation, reinventando o negócio de animação, assumindo riscos incríveis e contando histórias intemporais originais e de alta qualidade”, comentou o porta-voz da Disney, Robert Iger.

A demissão surge quase sete meses depois de Lasseter ter sido obrigado pela Disney a gozar um período de “licença sabática”, depois de ter sido acusado de assédio sexual pela atriz Rashida Jones.

Vencedor de dois Óscares, Lasseter é um dos fundadores da Pixar, sendo responsável pela utilização pioneira da técnica 3D, que revolucionou a animação.

LEIA MAIS: Morgan Freeman já reagiu às acusações de assédio sexual

 


RELACIONADOS

Disney despede diretor artístico acusado de assédio sexual

A Disney anunciou este sábado a demissão do diretor artístico, John Lasseter, responsável por sucessos como “Toy Story” e “Nemo”, na sequência de um escândalo de “assédio sexual e conduta imprópria no ambiente de trabalho”.