EUA acusam Pequim de

EUA acusam Pequim de “intimidação” no mar da China meridional

O secretário da Defesa norte-americano, James Mattis, acusou a China de “intimidar” e “coagir” os países vizinhos ao reforçar as suas posições militares no mar da China meridional com sistemas de armas sofisticadas ao longo deste corredor marítimo estratégico.

Singapura, 02 jun (Lusa) — O secretário da Defesa norte-americano, James Mattis, acusou a China de “intimidar” e “coagir” os países vizinhos ao reforçar as suas posições militares no mar da China meridional com sistemas de armas sofisticadas ao longo deste corredor marítimo estratégico.


“Apesar das afirmações da China pretenderem o contrário, a instalação desses sistemas de armas está diretamente ligada aos usos militares com o objetivo de intimidar e coagir”, afirmou James Mattis, em Singapura.


O responsável do Pentágono disse que Pequim implantou armamento, incluindo baterias de mísseis antiaéreos e antinavios, assim como sistemas de interferência eletrónica em ilhas artificias no mar do Sul da China, com instalações militares reforçadas, que passam por pistas para aterragem de bombardeiros, medidas que visam apoiar a revindicação daquela área por parte da China.


Pequim reivindica quase todo o mar da China meridional, mas diferentes áreas desta zona são igualmente reclamadas pelas Filipinas, Vietname, Malásia, Brunei e Taiwan.


Nesta zona estratégica passa cerca de um terço do comércio mundial.


Por motivos históricos, a China reivindica numerosas ilhas e recifes no mar da China meridional, designadamente o arquipélago das Spratleys, entre o Vietname e as Filipinas.


Em 2016, uma arbitragem internacional não foi favorável à China nesta matéria.



SR (JOP) // SR

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

EUA acusam Pequim de “intimidação” no mar da China meridional

O secretário da Defesa norte-americano, James Mattis, acusou a China de “intimidar” e “coagir” os países vizinhos ao reforçar as suas posições militares no mar da China meridional com sistemas de armas sofisticadas ao longo deste corredor marítimo estratégico.