Governo da Guatemala anuncia construção de mil casas para afetados pelo vulcão

Governo da Guatemala anuncia construção de mil casas para afetados pelo vulcão

O Governo da Guatemala anunciou quarta-feira um plano de emergência que inclui a construção de mil casas para os afetados pelo Vulcão de Fogo, cuja erupção no início do mês provocou pelo menos 110 mortos.

Cidade da Guatemala, 14 jun (Lusa) – O Governo da Guatemala anunciou quarta-feira um plano de emergência que inclui a construção de mil casas para os afetados pelo Vulcão de Fogo, cuja erupção no início do mês provocou pelo menos 110 mortos.


O objetivo é “responder de maneira digna e com todos os elementos de segurança”, para que as famílias possam ter acesso a “serviços básicos” e perspetivas de “desenvolvimento social e económico”, declarou o Presidente Jimmy Morales, em conferência de imprensa.


De acordo com Morales, o projeto está a ser pensado para a Finca de la Industria, propriedade do Estado e localizado no departamento de Escuintla, um dos mais afetados.


As medidas fazem parte do Plano Nacional de Resposta e Reconstrução, que pressupõe também mil abrigos temporários de transição.


Os projetos propostos, incluindo a recuperação de infraestrutura e agricultura, serão superiores a 56,8 milhões de euros.


No total do complexo da área vulcânica existem 3.778 casas, onde se estimam que vivam mais de 110.000 pessoas, para as quais “vão procurar uma alternativa”, concluiu o Presidente.


A erupção, registada no dia 03 de junho, afetou, principalmente, os departamentos de Sacatepéquez, Escuintla e Chimaltenango.


Até ao momento, as autoridades resgataram 110 cadáveres, estimam em 197 os desaparecidos e em mais de 1,7 milhões as pessoas afetadas.



FST // JMC

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Governo da Guatemala anuncia construção de mil casas para afetados pelo vulcão

O Governo da Guatemala anunciou quarta-feira um plano de emergência que inclui a construção de mil casas para os afetados pelo Vulcão de Fogo, cuja erupção no início do mês provocou pelo menos 110 mortos.