Mais de mil imigrantes resgatados no Mediterrâneo nos últimos dias

Mais de mil imigrantes resgatados no Mediterrâneo nos últimos dias

Mais de mil imigrantes foram resgatados nos últimos dias no Mediterrâneo, quase metade dos quais chegou já a portos italianos, segundo fontes da Guarda Costeira de Itália e de uma organização não governamental.

Segundo dados oficias da Guarda Costeira citados pela agência EFE, só no sábado foram resgatados 629 imigrantes em seis operações.

Todos os imigrantes, entre eles 123 menores não acompanhados e sete mulheres grávidas, foram encaminhados de barco para um porto italiano que não foi especificado, segundo a organização não governamental francesa SOS Méditerranée.

A organização indicou que socorreu no sábado 229 pessoas e destacou a dificuldade de uma das operações, na qual 40 imigrantes que seguiam num barco pneumático caíram ao mar.

A este grupo devem ser somados os 467 imigrantes que desembarcaram no sábado em portos da ilha de Sicília e em Calábria.

Trata-se das primeiras chegadas de imigrantes a Itália depois da formação, na semana passada, de um novo Governo, que assegurou que “acabará com o negócio da imigração”.

“Estou a trabalhar para recuperar sete anos de atrasos. O nosso objetivo é reduzir os desembarques e aumentar as expulsões. Não vamos passar outro verão com desembarques, desembarques e desembarques”, afirmou o ministro do Interior de Itália, Matteo Salvini, que é também líder do partido de extrema-direita Liga Norte.

 


RELACIONADOS

Mais de mil imigrantes resgatados no Mediterrâneo nos últimos dias

Mais de mil imigrantes foram resgatados nos últimos dias no Mediterrâneo, quase metade dos quais chegou já a portos italianos, segundo fontes da Guarda Costeira de Itália e de uma organização não governamental.