PR diz que partidos terão

PR diz que partidos terão “bom senso” de não criar crise política na discussão do OE

Marcelo Rebelo de Sousa considera que haverá “bom senso” entre os partidos na AR para não criar uma crise política, numa altura em que a União Europeia vive um momento difícil.

Ponta Delgada, Açores, 09 jun (Lusa) — O Presidente da República considerou hoje que haverá “bom senso” entre os partidos na Assembleia da República para não criar uma crise política, numa altura em que a União Europeia vive um momento difícil.


“Todos sabem como este momento europeu é um momento difícil, que obriga a decisões difíceis, que são complicadas para todos, também para Portugal. Ninguém quer juntar às complicações que vêm de fora complicações de dentro. Esse bom senso faz com que não haja a temer qualquer tipo de crise ou qualquer tipo de problema com o Orçamento de Estado” de 2019, adiantou.


Marcelo Rebelo de Sousa falava à margem das comemorações do 10 de Junho, em Ponta Delgada, em resposta a uma questão sobre a possibilidade de a aprovação do último Orçamento de Estado desta legislatura estar em risco, face a declarações recentes dos líderes do BE e do PCP, que dão apoio parlamentar ao Governo minoritáriodo PS.


O Presidente da República desvalorizou também o facto de os líderes da oposição não marcarem presença nas comemorações do 10 de Junho, que este ano decorrem entre Ponta Delgada, nos Açores, Boston e Providence, nos Estados Unidos.


“O senhor primeiro-ministro está comigo fisicamente, líderes como o líder do PSD e a líder do CDS estão espiritualmente, porque — e muito bem — com o meu conhecimento e a minha concordância viajaram para junto de comunidades portugueses da Guiné Bissau e de Timor-Leste, respetivamente. Os líderes do PCP e do BE estão em território físico de Portugal, naturalmente vibrando, não diretamente com as comunidades, mas com os portugueses que se encontram neste território físico”, salientou.



CYB // ZO

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

PR diz que partidos terão “bom senso” de não criar crise política na discussão do OE

Marcelo Rebelo de Sousa considera que haverá “bom senso” entre os partidos na AR para não criar uma crise política, numa altura em que a União Europeia vive um momento difícil.