Trump indulta polémico realizador conservador e anti-Partido Democrata

Trump indulta polémico realizador conservador e anti-Partido Democrata

O Presidente norte-americano, Donald Trump, concedeu um indulto a Dinesh D’Souza, um polémico comentador e realizador muito crítico da antiga administração democrata de Barack Obama que tinha sido condenado por violação das leis de financiamento eleitoral.

Washington, 31 mai (Lusa) — O Presidente norte-americano, Donald Trump, concedeu hoje um indulto a Dinesh D’Souza, um polémico comentador e realizador muito crítico da antiga administração democrata de Barack Obama que tinha sido condenado por violação das leis de financiamento eleitoral.


“Vou atribuir hoje um indulto total a Dinesh D’Souza. Foi tratado de forma muita injusta pelo Estado”, escreveu Trump, na rede social Twitter.


Dinesh D’Souza, um comentador muito crítico da administração democrata de Obama (2009-2017), foi condenado em 2014 por ter cometido fraude ao nível do financiamento eleitoral, transgressão que o próprio confessou.


O também escritor reconheceu então que tinha utilizado doadores fictícios para ultrapassar os limites de financiamento permitidos para doações pessoais para campanhas eleitorais. A campanha em questão era de uma candidata republicana ao Senado (câmara alta do Congresso norte-americano).


Na altura, foi condenado a cinco anos de pena suspensa, incluindo oito meses de trabalho comunitário.


Dinesh D’Souza, que também fez comentários controversos sobre o islão e a comunidade afro-americana, ficou igualmente conhecido pelo livro “The Roots Of Obama’s Rage” (“As raízes da raiva de Obama”, em português) e pelos documentários “2016: Obama’s America” e “A América de Hillary [Clinton]”, obras muito críticas do Partido Democrata.


Depois da mensagem no Twitter, e já a bordo do avião presidencial (Air Force One) para uma deslocação ao Texas, Trump disse aos jornalistas que estava a considerar igualmente uma comutação da sentença do antigo governador do Illinois Rod Blagojevich (democrata), condenado por corrupção, bem como atribuir um indulto a Martha Stewart, uma reconhecida apresentadora da televisão norte-americana que foi condenada por envolvimento num escândalo financeiro associado à venda de ações.


Em 2017, Trump atribuiu um indulto ao polémico ex-xerife Joe Arpaio, que tinha sido condenado por práticas policiais discriminatórias contra imigrantes ilegais.


Arpaio é atualmente candidato na corrida republicana que vai escolher o nome que irá disputar o lugar de senador do Arizona nas eleições intercalares agendadas para novembro deste ano.



SCA // ROC


By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Trump indulta polémico realizador conservador e anti-Partido Democrata

O Presidente norte-americano, Donald Trump, concedeu um indulto a Dinesh D’Souza, um polémico comentador e realizador muito crítico da antiga administração democrata de Barack Obama que tinha sido condenado por violação das leis de financiamento eleitoral.