Escola primária proíbe uso de sapatos dentro de instalações

Escola primária proíbe uso de sapatos dentro de instalações

O objectivo é seguir o exemplo dos países nórdicos e fazer com que os alunos se sintam em casa na escola

Uma escola primária em Londres proibiu o uso de sapatos dentro das instalações do local de ensino. A norma implica alunos, professores e visitantes.

O objetivo é democratizar os costumes escandinavos, considerados os melhores na área da educação, em Inglaterra e pelo resto da Europa. Segundo estudos, a ausência de sapatos faz com que as crianças se sintam em casa e essa sensação tem um efeito calmante nos menores.

LEIA MAIS: França proíbe o uso de telemóveis nas escolas

Na escola situada em Kentish Town a medida já foi aplicada aos alunos da pré-primária. As crianças são incentivadas a levarem chinelos e há pares de meias de reserva para os mais esquecidos.

«Aquilo que acontece é que se estabelece uma relação entre casa e a escola, o que torna totalmente diferente a forma como organizamos as aulas. É a necessidade de deixar as crianças confortáveis e tranquilas quando entram na escola», explicou uma professora da instituição.

 

 

 


RELACIONADOS