Líder dos Super Dragões em liberdade mas terá 480 horas de trabalho comunitário

Líder dos Super Dragões em liberdade mas terá 480 horas de trabalho comunitário

O «Macaco» dos Super Dragões foi condenado a um ano e quatro meses de prisão, substituídos por 480 horas de trabalho a favor da comunidade.

O Tribunal de Oliveira do Bairro condenou esta sexta-feira o líder dos Super Dragões a um ano e quatro meses de prisão, substituídos por 480 horas de trabalho a favor da comunidade, por um crime de atentado à segurança rodoviária.

LEIA MAIS: Super Dragões polémicos: “Quem me dera que o avião da Chapecoense fosse do Benfica”

O processo estava relacionado com confrontos entre adeptos do FC Porto e do Benfica que ocorreram junto a uma área de descanso da A1, em Oliveira do Bairro, em 09 de maio de 2015.

O tribunal deu como provado que Fernando Madureira, ao aperceber-se do conflito, mandou parar o condutor do autocarro onde ele seguia, juntamente com dezenas de adeptos do FC Porto, ordem que aquele cumpriu, imobilizando a viatura entre a faixa de rodagem mais à direita e a faixa de desaceleração, que permitia aceder à área de repouso.

VEJA AINDA: Agressão ao árbitro – Membro dos Super Dragões já conheceu primeiro veredito


RELACIONADOS