Veto norte-americano à resolução da ONU sobre palestinianos é

Veto norte-americano à resolução da ONU sobre palestinianos é “imoral”, afirma OLP

“Com o seu veto, os Estados Unidos, estão a tentar, uma vez mais, justificar a ilegalidade e crueldade do exército na ocupação de Israel”, disse a política palestiniana Hanan Ashrawi.

Jerusalém, 02 jun (Lusa) — A Organização para a Libertação da Palestina (OLP) classificou hoje como imoral o veto dos EUA ao projeto de resolução apresentado no Conselho de Segurança da ONU que pedia a proteção dos palestinianos em Gaza e na Cisjordânia.


“Com o seu veto, os Estados Unidos, estão a tentar, uma vez mais, justificar a ilegalidade e crueldade do exército na ocupação de Israel” e dão ao país “a cobertura legal e política para dedicar-se ao assalto ao povo palestiniano e à lei internacional e humanitária”, disse a política palestiniana Hanan Ashrawi, em comunicado.


A responsável, que integra o Comité Executivo da OLP, qualificou esta decisão norte-americana de “imoral” e “outro golpe na credibilidade e integridade da comunidade internacional representada pela ONU”.


O texto apresentado pelo Kuwait, que também condenava a resposta israelita aos protestos de Gaza, recebeu dez votos a favor, quatro abstenções e um único voto contra, o dos Estados Unidos, que como membro permanente do Conselho de Segurança tem direito de veto.


A 30 de março, fações políticas e sociais palestinianas iniciaram o protesto a Grande Marcha de Retorno, que pedia aos residentes para se aproximarem da fronteira com Israel para reclamar o direito ao regresso dos refugiados e ao fim do bloqueio.


Israel, que assim como os Estados Unidos e a União Europeia considera o Hamas uma organização terrorista, acusa o movimento islamita que controla a faixa de Gaza de usar as mobilizações para tentar danificar a fronteira com o seu território, infiltrar e cometer ataques.


Nos dois meses da campanha, 123 palestinianos foram mortos por fogo israelita, 119 deles civis, nos protestos ou incidentes violentos junto à fronteira, e milhares ficaram feridos.



RCP // FPA

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Veto norte-americano à resolução da ONU sobre palestinianos é “imoral”, afirma OLP

“Com o seu veto, os Estados Unidos, estão a tentar, uma vez mais, justificar a ilegalidade e crueldade do exército na ocupação de Israel”, disse a política palestiniana Hanan Ashrawi.